últimas resenhas

28 novembro 2017

Quem Sabe Um Dia, de Lauren Graham (#43)

| |
Título original: Someday, someday, maybe
Autora: Lauren Graham
Editora: Record
Ano: 2016
Páginas: 368
Para saber mais: Skoob
COMPRAR

Sinopse: Franny Banks é uma atriz lutando em Nova York, com apenas seis meses para o prazo de três anos que deu a si mesma para ser bem sucedida. Mas até agora, tudo o que ela tem para mostrar por seus esforços é uma única linha em um anúncio de camisolas feias de Natal e um emprego de garçonete degradante. Ela vive no Brooklyn, com duas companheiras de quarto, Jane - sua melhor amiga de faculdade, e Dan, um escritor de ficção-científica. E está lutando por seus sentimentos por um cara suspeitamente charmoso de sua aula de atuação, tudo isso enquanto tenta encontrar um shampoo para seus cabelos que realmente funcione. Enquanto isso, ela sonha em fazer um trabalho "importante", mas parece que ela só consegue audições para propagandas de detergente líquido e comerciais de manteiga de amendoim. Seu pai quer que ela volte para casa e vire professora, seu agente não vai chamá-la de volta, e sua colega de aulas, Penelope, que parece incentivadora, pode só tornar a competição ainda mais difícil.


Quem Sabia um Dia é o livro de estreia de Lauren Graham, a maravilhosa Lorelai Gilmore de Gilmore Girls e eu estava quase que obcecada em começar a ler desde que eu virei fã dela e soube que ela tinha se aventurado no mundo da literatura. Comprei ele junto com a meio que autobiografia (na verdade não é, falarei mais sobre na resenha dele) dela, Falando o Mais Rápido que Posso e intercalei as leituras, o que foi ótimo para mim.


Isso porque no segundo livro ela conta um pouco sobre como ela decidiu começar a escrever e foi gostoso estar dos dois lados da história. De qualquer forma, o post de hoje não é sobre esse livro e sim do seu romance, então vamos falar dele.

O livro tem como protagonista a Franny Banks, uma jovem adulta que tem como objetivo deslanchar sua carreira de atriz nos 3 anos em que planeja ficar NY. Quando o livro começa, seu prazo está quase no fim o que a faz se sentir desesperada para que algo importante aconteça já que ela não quer de jeito nenhum ser aquele tipo de pessoa que vai sempre aumentando o prazo estipulado e nunca consegue nada.

Ela tem um plano formado: caso sua carreira de atriz não desse certo ela voltaria para sua cidade natal e casaria com seu namorado e se tornaria professora de inglês. O que pessoalmente eu acho um bom plano exceto casar com o antigo namorado, querida você não precisa casar só porque seu sonho de carreira não deu certo. Franny divide seu apartamento com sua melhor amiga e um amigo, ambos estão ali para tentarem seu sonho também o que torna tudo mais divertido.


Lauren Graham consegue criar personagens caricatos e profundos ao mesmo tempo e fica difícil não gostar deles, a não ser que o propósito do personagem seja ser meio idiota o que ela faz com perfeição também sem te levar ao sentimento de raiva total. Ao menos comigo foi assim, personagem não é muito legal mas ele é tão humanizado que não tem como sentir uma profunda aversão por ela.
Depois de alguns capítulos eu tive uma leve impressão que o tamanho do livro era desnecessário e que a leitura ficaria arrastada depois de um tempo e eis que eu estava redondamente enganada!

A leitura não fica arrastada em nenhum momento e só me fez querer mais e mais! É um livro extremamente divertido, tocante e emocionante que te entrega tudo que ele quer e precisa, e pra fazer isso sem te entediar em suas quase 400 páginas é preciso muito talento! Já me deparei com livros com menos de 200 páginas que me faziam querer parar na metade!

Minha experiência com Quem Sabe Um Dia não poderia ter sido melhor, apesar dos personagens serem únicos foi quase impossível não imaginar a própria Lauren como Franny ou ainda trejeitos de Lorelai em Franny. Acho que não é nenhum segredo que apesar de não ser autobiográfico, Lauren traz para o seu livro várias situações reais no meio do showbiz. É lindo e inspirador ver Franny batalhando por seu sonho apesar de toda as dificuldades e situações embaraçosas que precisa enfrentar. Agora tudo que espero é que Lauren Graham nos presenteie com seu talento de escritora por um bom tempo! Tenho certeza que só vai vir coisa boa!

1 comentário:

  1. Olá.

    É a primeira vez que leio uma resenha desse livro e não poderia ter me despertado um interesse maior ainda! Nunca li nada da autora, mas confesso que tenho curiosidade.

    Adorei seu blog e estou acompanhando.
    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderEliminar