últimas resenhas

03 setembro 2018

Crepúsculo, de Stephenie Meyer (#53)

| |
Título original: Twilight
Série: Saga Crepúsculo #1
Autora: Stephenie Meyer 
Editora: Intrínseca
Ano: 2008
Páginas: 416
Para saber mais: Goodread
COMPRAR
Sinopse: Quando Isabella Swan se muda para a melancólica cidade de Forks e conhece o misterioso e atraente Edward Cullen, sua vida dá uma guinada emocionante e apavorante. Com corpo de atleta, olhos dourados, voz hipnótica e dons sobrenaturais, Edward é ao mesmo tempo irresistível e impenetrável. Até então, ele tem conseguido ocultar sua verdadeira identidade, mas Bella está decidida a descobrir seu segredo sombrio.


Então no meio de algumas dificuldades perante as minhas leituras que não andavam de jeito nenhum eu tomei a decisão de ler algo mais leve e despretensioso e de preferência algo que eu já tina tido contato. Então decidi dar uma segunda chance para Crepúsculo!

Pra ser sincera, eu amava a série quando tinha meus 12/13 anos mas conforme fui crescendo eu comecei a ter um grande preconceito com ela e desmereci tudo que tinha a ver com a série. Idiotice total já que em um momento da minha vida ela tinha em feito feliz, mas vida que segue. A verdade é que comecei minha releitura sem nenhuma expectativa de que iria aproveitar e levei um belo de um tapa na cara.

Mas para os perdidos de plantão, vamos falar da história.
Crepúsculo é o primeiro livro dessa série e vai contar a história de Bella Swan, uma garota da Flórida que decide ir morar com o pai em uma pequena cidade chuvosa chamada Forks, mesmo odiando o tempo frio, para que sua mãe possa ter mais tempo com seu novo marido já que este viaja bastante.

Lá ela conhece Edward Cullen, um cara misterioso e fascinante que desperta o interesse da garota logo de cara. Acho que já não é mais segredo de que ele é um vampiro né? Ela logo descobre seu segredo mas não liga porque seus sentimentos já são extremamente fortes, assim como os deles. Mas a vida nunca é tão fácil não é mesmo? Ao se envolver com alguém como Edward ela acaba se colocando em perigo só de estar perto dele. Mas o problema enfrentado por eles aqui são outros vampiros que não são amigos como a família Cullen.


Bom, preciso começar falando dos meus preconceitos.
Acho que todo mundo sabe como era na época em que a série era bem famosa, tinha de um lado os fãs obcecados e do outro os haters. E acho que eu simplesmente não tinha maturidade de lidar com isso, já era bem difícil para mim na época pois eu era uma leitora incompreendida pelos meus colegas que nada lia ou lia bem pouco. Então acredito que foi muito mais um mecanismo de defesa do que qualquer outra coisa.

Mas isso veio depois que eu já tinha lido todos os livros, mas comprometeu minha experiência com os filmes... se bem que as adaptações não me parecem tão atraentes depois de Lua Nova. Bom, isso não importa mais hoje em dia pois eu fiquei encantada lendo Crepúsculo depois de todos esses anos e considero isso algo positivo já que a tendência é você não ser agradado por algo que gostava quando era mais novo. Mas a minha leitura me fez relembrar os sentimentos que tinha lendo quando era mais nova e me deu uma nova perspectiva agora que sou adulta.

A história de Meyer é cativante logo no início, mesmo já sabendo de como as coisas se desenrolariam eu ficava ansiosa para o próximo passo e notei que o Edward é extremamente charmoso e divertido no livro, diferente do que encontramos no livro (e que acaba ficando na nossa cabeça). Me diverti com todo o jogo de flerte entre ele e Bella e aquelas piadinhas que implicam com o outro, bem comum nessa fase de quando você gosta de alguém.

Eu entendo perfeitamente porque a Aline de 12/13 anos amou essa história.
A Aline de 20 anos amou a história da mesma forma. E é engraçado como mesmo com o fato de ter monstros no meio, é a mesma coisa que acontece na vida. O que me deixa incomodada é que pintam a Bella como uma garota trouxa e besta simplesmente por amar Edward. Mas é preciso entender que é aquele sentimento arrebatador de primeira paixão que é retratado aqui. E tá tudo bem.

Lendo Crepúsculo me veio um sentimento bom de nostalgia e por isso decidi reler a série toda e ter uma segunda opinião sobre tudo, além de rever os filmes também e ver se fizeram um bom trabalho ou se eu estou certa de que não lá muito bons... veremos. Só sei que os livros me reconquistaram de vez e dessa vez vou agarrá-los com todo o amor que tenho.

1 comentário:

  1. Olá, menina! Tudo bem?

    Vim aqui conhecer seu blog a partir da publicação que fiz no meu instagram =) Obrigado pela atenção.

    Sobre Crepúsculo, infelizmente tenho uma visão bem negativa e antipática dessa istória, bem contrário a você. Li o primeiro livro e foi o bastante para eu não querer continuar. Depois assisti a todos os filmes e realmente decidi que não era pra mim. Bella e Ed são dois personagens que não me cativam em nada, assim como a história dos dois não tocou meu coração.

    Que pena!

    Um beijo, com carinho.

    Bjux.
    Diego França ~
    | Blog Vida & Letras ~
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderEliminar